Nota Oficial

1 de setembro de 2020
NOTA OFICIAL

Iniciei nas Artes Marciais com 12 anos. Primeiro foi Judô, depois o Taekwondo. Eu estava com 16 anos.

Mudei para Nova York, treinei com o GM Park Chung Yong, Mestre Kim Woo Jung e outros. Morar em outros países me deu a oportunidade de conhecer estilos e escolas. Voltei ao Brasil, após 25 anos, meu Grão Mestre é Lee Woo-Jae, o pai do Taekwondo Brasileiro.

O Taekwondo passou por uma grande transformação. A partir do momento que se enfatizou mais o lado desportivo. Com a modalidade olímpica, trouxe um enorme prejuízo. Mas a popularidade cresceu de uma forma nunca antes vista.

Como modalidade olímpica, trouxe mudanças, deixando a força, a raiz e a tradição da Arte Marcial. Protetores, e a aplicação de pouco chutes. A prática olímpica empobreceu o Taekwondo. Sem beleza, filosofia, história, hierarquia e a disciplina.

Nas Olimpíadas de 2016 no Rio, o Taekwondo foi vaiado! Mestres com suor e lágrimas, lutaram para trazer o Taekwondo para o Brasil, e viram ele sendo vaiado. A beleza e o vigor desapareceu com as novas formas de pontuação e uso de sensores. Sem ação e sem desafio. Ficou resumido em chutar, pontuar, recuar e esperar a luta acabar.

Como presidente da CBTMARCIAL vamos trazer de volta, com o Grão Mestre Woo Jae Lee e outros Mestres da Confederação, o Taekwondo em sua essência, a Arte Marcial.

Sou presidente da Frente Parlamentar em Apoio às Artes Marciais, junto com deputados e senadores traremos ao Congresso, audiências públicas, seminários e o apoio. As artes Marciais contribuem na educação, na disciplina, formação de caráter, e ainda retirar jovens da marginalidade.

Temos um projeto para trazer crianças para o Taekwondo, mostrando para os pais um local seguro e de convivência, e com essa prática iniciada com os pequenos, iremos construir uma base sólida para gerações dentro da mesma família.

Ex-praticantes da Arte Marcial, que por uma razão se afastaram, mas que admiraram o Taekwondo tradicional e que estão hoje com 50 ou 60 anos, como eu, retornem para o Dojang, sabendo que existe uma Confederação que reconhece suas experiências!Taekwon!

Aroldo Martins
Presidente da CBTMARCIAL

Assuntos Relacionados

Categorias